Artigos

Home > Artigos > Arqueologia > Novos achados na Pirâmide de Lahum

12 abr

Novos achados na Pirâmide de Lahum

Arqueologia Por: Jason Jr. Comentários

No ultimo mês, arqueólogos estadunidenses encontraram a tumba de um Faraó que governou o Egito a cerca de 3700 atrás, como havíamos dito aqui no História Estúdio ( ver links uteis, no fim deste artigo).
Pesquisando mais sobre tumbas, múmias, sarcófagose arqueologia egípcia, foi possível encontrar outras descobertas recentes, deste tipo de artefato arqueológico. Como o sitio da aldeia de Lahum, no Oasis de Fayum, a 130 km do Cairo.


Arqueólogos egípcios descobriram 57 tumbas, muitas com sarcófagos de madeira, pintados e com múmias em seu interior. O secretário Geral do conselho de antiguidade, ZahiHowass, informou que as tumbas são da XVIII dinastia do Antigo Império (1552-1302 a.C.).


Essa descoberta feita em 2010, ainda revelou que as múmias usavam bandagens de linho, decoradas com textos do livro dos mortos e cenas religiosas.


O mais curioso nestes achados arqueológicos é que a Pirâmide de Lahum pertencia ao Faraó Senusret II, da XII dinastia, que transformou a região de Lahum em uma capital politica para a XII e XIII dinastias, quando ordenou a construção de canais de irrigação e um dique para aumentar a superfície de terras cultiváveis naquela região.


A região de Lahum,até então, era residência da população operária, que havia construído os canais, o dique e a Pirâmide de Senusret II.

Acredito que, após a transferência do poder politico para a região, as configurações do status quo da cidade havia mudado, passando a ser habitada por homens mais ricos e com relações estreitas com o trono faraónico. Mantendo este status durante as próximas dinastias. Afinal, da XII para a XVIII dinastia, são quase 440 anos de diferença.

Comente abaixo sobre esse post:

Copyright © História Estúdio - 2019