Notícias

Home > Notícias > História Antiga > Os verdadeiros fragmentos mais antigos da Odisseia

04 fev

Os verdadeiros fragmentos mais antigos da Odisseia

História Antiga Por: Jason Jr. Comentários

Em notícia recentemente divulgada pelo Ministério da Cultura da Grécia, uma placa de argila foi encontrada em Olímpia com fragmentos da Odisseia.

O que causou um reboliço e confusão entre as diversas mídias que divulgaram esta notícia foi o fato de a imprensa ter colocado este artefato como o mais antigo do tipo já encontrado. Até mesmo grandes veículos como a BBC News e o The Guardian afirmavam de forma errônea que o fragmento era o mais antigo de forma geral.

Na notícia anteriormente postada aqui no História Estúdio, também já havíamos apontado que este artefato epigráfico não era o mais antigo já encontrado até os dias atuais.

A tabuinha na verdade é a mais antiga referência ao poema de Homero já encontrada no território grego. Afinal existem dezenas de outros artefatos mais antigos sobre as obras do poeta grego, mas foram descobertos em outras regiões do mundo antigo (principalmente no Egito) e a maioria deles são registros feitos em papiro e compreendem o período entre os séculos III a.C. e III d.C.

Por ser do período de dominação romana, a placa de argila de Olímpia, encontrada próximo ao Templo de Zeus, passa a ser então a primeira descoberta do tipo na Grécia e uma das últimas da antiguidade.

Em breve falaremos mais um pouco sobre Homero e suas obras em um artigo mais detalhado.

Comente abaixo sobre esse post:

Copyright © História Estúdio - 2019