Artigos

Home > Artigos > História Antiga > Os Pães do Vesúvio

14 out

Os Pães do Vesúvio

História Antiga Por: Jason Jr. Comentários

Já faz alguns anos que vem circulando pela internet algumas imagens de pães que foram preservados pela tragédia do Vesúvio desde 79 d.C., como um conteúdo ou postagem de curiosidade histórica. Nas últimas semanas foi possível reencontrar estas imagens nas redes sociais, através do mesmo objetivo, apresentando uma imagem de um item tão curioso e levantando dúvidas sobre a veracidade das suas existências e a curiosidade sobre como este objeto arqueológico ainda se encontra preservado.

Essas dúvidas chegaram a atingir a minha curiosidade, por isso me empenhei em fazer uma pesquisa através de bibliografias referentes a Pompeia e a história da Gastronomia do Mediterrâneo antigo, e encontrando vários artigos e referências em italiano, português e espanhol sobre estes artefatos arqueológicos e a confecção de pães pelos Romanos. Também fui em busca da fonte original da imagem no site oficial do catálogo do Museo Archeologico Nazionale di Napoli (Itália).

Ao estudarmos o fenômeno da tragédia provocada pela erupção vulcânica do monte Vesúvio encontramos vestígios arqueológicos em três principais cidades antigas romanas, sendo Pompeia a mais famosa dentre elas, por isso ao falarmos sobre o tema as pessoas se esquecem que a tragédia também atingiu Herculano e Castellamare di Stabia.

As padarias faziam parte do cotidiano romano, não é difícil encontrarmos vestígios arqueológicos desses edifícios e dos seus produtos. Em alguns casos como em Pompeia e Herculano encontramos grafites dedicados a história do pão ou até mesmo a importância do pão na alimentação dessa sociedade.

 Pão de Herculano Pão carbonizado e preservado, encontrado em Herculaneum

Os Romanos desenvolveram até mesmo um sistema próprio para evitar fraudes na confecção deste alimento, como podemos ver na imagem do pão de Herculano nós temos uma espécie de selo confeccionado pelo poder público que continha o nome do padeiro e este deveria prensar o item de autenticidade na massa do pão antes de assar. Na imagem que vimos anteriormente neste artigo, por exemplo, é possível vermos um pão carbonizado com o selo "Propriedade de Celler, escravo de Q. Granius Verus".

Uma das imagens mais utilizadas para falar sobre a vida Romana ou até mesmo sobre Pompéia é um afresco encontrado na parede de uma das Ruínas da cidade, um casal que a princípio se acreditava ser os donos daquela edificação, sendo assim da burguesia local, mas pesquisas mais aprofundadas nos grafites da cidade provaram que na verdade aquela pintura era do Padeiro Terentius Neo com sua esposa (provavelmente letrada, pois está segurando um pincel de escrita enquanto seu marido segura um pergaminho).

  Afresco PompeiaAfresco encontrado nas ruínas de Pompeia, em uma padaria local

Esta imagem que está na capa deste artigo e também na divulgação feita pelas redes sociais sobre o tema, é um retrato do casal responsável por uma das padarias locais onde foram encontrados alguns pães petrificados pelas cinzas que soterraram a cidade.

A imagem do pão da antiguidade mais visto pela internet nos últimos anos na verdade não era da padaria deste casal, mas sim da cidade de Herculano que fica na base do vulcão napolitano. A cidade foi devastada pela lava do vulcão diferente de Pompeia que apenas recebeu as cinzas do Poderoso Vesúvio em 79 depois de Cristo.

A força, a temperatura e a velocidade que o magma passou pela cidade fez com que aquela localidade fosse soterrada e o oxigênio por ali fosse consumido pelo fogo, assim como muitas pessoas foram queimadas e se transformaram em praticamente estátuas (hoje visitadas e vistas por inúmeros turistas), os pães foram queimados mas mantiveram a sua textura e a sua estrutura. Assim como vemos na imagem anterior e na capa desse texto. 

Os pães de Herculano e Pompeia foram coletados por arqueólogos ainda no século XIX e levados para estudos em alguns museus como o museu britânico que promoveu um evento sobre a cidade de Pompeia e o Vulcão, convidando um chefe gastronômico para remontar a receita do pão romano.

Em minhas pesquisas foi possível encontrar o site Massa Madre que confeccionou uma receita baseada neste pão com direito a um vídeo que estou deixando aqui para vocês neste artigo, nomeado por eles em 2017 de pão de Pompeia. Clique aqui para assistir o vídeo diretamente no YouTube.

Comente abaixo sobre esse post:

Copyright © História Estúdio - 2020