Artigos

Com as finais das conferencias leste e oeste rolando neste momento da temporada 2019-2020 da NBA, o publico e a mídia esportiva estão apreensivos para o confronto final da liga para este ano. No ano que o basquetebol voltou a ser acompanhado por milhares de pessoas no Brasil e no mundo, após a trágica morte do astro aposentado Kobe Bryant (Los Angeles Lakers 8 e 24) e sua filha Giana Bryant (promessa para a WNBA e atleta do "antigo" Mamba Sport Fundation 2)

Kobe GigiGianna Bryant e Kobe Bryant com os uniformes do atual Mamba & Mambacita Sports Fundation

Eu mesmo, no dia da morte de Kobe, estava vestindo a camisa n° 8 do Lakers e voltei a pesquisar sobre como estava a NBA e a franquia defendida atualmente por Lebron James e companhia. Ao longo do ano fui reavivando meu amor pelo jogo e estou acompanhando todos os jogos possíveis, principalmente nos Play-offs (Finais eliminatórias).

Mas aproveitando este momento, vamos relembrar como surgiu o jogo e como chegou ao Brasil logo cedo, além de vermos as relações do nosso país com o esporte e o surgimento da NBA.

O COMEÇO

Tudo começou ainda no século XIX, isso mesmo, em 1891 a Young Men's Christian Association - YMCA (sim, a mesma da música do Village People) de Springfield - MA queria criar um jogo que poderia ser jogados pelos jovens durante o período de inverno (muito rigoroso nesta região dos Estados Unidos). Por isso o canadense James Naismith (1861-1940), professor de educação física, estudou uma forma de construir este novo esporte.

Uma das exigencias da instituição era a criação de um jogo sem violencia, pois o Rugby e o Football exigem um contato mais agressivo entre os adversários - o nosso futebol também era um esporte de contato agressivo nesta época. Uma coisa em comum nos outros jogos da epoca e que a YMCA se preocupava era a criação de um jogo em equipes e por fim, obviamente, o esporte deveria ser praticado em salões e não ao ar livre (devido ao frio e a neve).

Como os esportes mais populares entre os jovens eram aqueles que tinham bola, Naismith percebeu que nesta sua invenção os jogadores deveriam passar a bola diretamente para seus parceiros de equipe - formada incialmente por 9 jogadores - evitando assim o contato dos jogadores em busca da bola.

Basquete antigoAlgumass das primeiras equipes de Basquete com o professor James Naismith + Cesto de Pêssegos e bola utilizados no primeiro jogo + Professor Naismith com a primeira bola de Basquete

Inicialmente era utilizada a bola de futebol, em couro e com cadarsos para manter a estrutura da bola intacta, o interessante é que ela não quicava de forma regular devido a estas amarrações e isto contribuiu muito para o jogo não tivesse o drible no começo, por isso também era mantida a regra de passes constantes - vale lembrar que o modo de andar com a bola atualmente no jogo é "quicando" ela pela quadra, isto é chamado de drible no Basquetebol. A bola atual foi desenvolvida em Massachusetts (MA) somente em meados do século XX e recebeu a cor alaranjada para ficar mais visivel aos jogadores e ao público (até para a televisão).

Naquela região haviam muita fruticultura de pessegos, atento a isto o professor buscou dois cestos usados na colheita das frutas e os colocou presos em postes de madeira, com 3,05 metros de altura (a mesma usada até os dias atuais pela FIBA e NBA). O problema na verdade é que ele manteve os fundos dos cestos, com isso toda vez que alguém acertava a bola no cesto outro jogador precisava subir em uma escada e buscar a bola lá dentro. Claro que o esporte evoluiu muito até chegar no "chuá".

As primeiras 13 regras foram definidas pelo canadense e fixadas por ele no quadro de aviso da YMCA para os jovens praticarem e seguirem suas orientações. Mas ele era contra o treino, para ele o jogo deveria ser jogado, sem treino prévio.

as 13 regrasAs 13 regras originais do Basquetebol

A EVOLUÇÃO

A primeira partida ocorreu em 1892, com aproximadamente 200 espectadores em Nova York, terminando com apenas 1 ponto para uma das equipes, marcado por William R. Chase. Já a primeira partida feminina só ocorreu em 1896, devido a contribuição da professora de educação física Senda Berenson. Nesta época as partidas tinham apenas 2 tempos de 15 minutos.

Naismith e a YMCA fizeram logo algumas adaptações ainda no século XIX, como por exemplo, a redução do numero de jogadores das equipes, de 9 para 5 e a utilização da tabela, para evitar interferencia da plateia e possibilitando o rebote e a "mira" mais precisa dos atletas.

Em 1932 foi fundada a Federação Internacional de Basquetebol - FIBA, composta atualmente por cerca de 200 paises e com sede em Genebra (Suiça). Mas somente em 1936 o esporte foi apresentado nas Olimpiadas de Berlim, o seu inventor foi quem jogou a bola ao alto no inicio do primeiro jogo. Somente 40 anos depois o basquete feminino foi aceito como modalidade olimpíca em Montreal (1976).

Ao longo da evolução do esporte algumas regras foram fundamentais para transforma-lo em um jogo mais dinâmico, como por exemplo a proibição dos dois dribles em 1898(quando um jogador quica a bola, a segura e novamente volta a quicar), a criação da tabela, a reformulação da bola, a instituição dos 24 segundos de posse de bola para o ataque, a linha de 3 pontos, os lances livres de 1 ponto, etc.

 

BRASIL

O jogo chegou no Brasil em 1896, na Associação Cristã de Moços - ACM (a versão brasileira da YMCA) pelo professor estadunidensse Augusto Louis. Alguns relatos mostram o jogo com uma presença forte em São Paulo e no Rio de Janeiro em assossiações e clubes ligados aos Estados Unidos e instituições cristãs, no início da Republica. Como por exemplo, Augsto Shaw no Mackenzie College e Oscar Thompson na Escola Normal da Praça.

Mas o primeiro clube a adotar a modalidade oficialmente foi o América (RJ), por isso a primeira partida oficial aconteceu no Rio de Janeiro, em 1912, mas somente 3 anos depois aconteceu o primeiro torneio nacional, em um ginásio carioca, com a vitória do Flamengo. Somente em 1922 foi convocada a primeira seleção brasileira de Basquetebol em um torneio regional contra os nossos visinhos, Argentina e Uruguai, e logo nos tornamos campeões. Finalmente em 1925 foi fundada a Federação Paulista de Bola ao Cesto.

A equipe brasileira masculina conquistou o campeonato mundial de basquete por 2 vezes (1959/1963) e a feminina comandada por Hotencia atingiu a conquista em 1994. Vale lembrar que Hortencia e Oscar são atletas celebrados pelo Hall da Fama do Basquete nos Estados Unidos.

Oscar e HortenciaHortência e Oscar atuando pela seleção brasileira de basquetebol

Oscar Shmidt é o maior pontuador da história do basquete mundial, com 49.737 pontos, ficando mais de 1 mil pontos a frente do maior cestinha da NBA, Kareem Abdul-Jabbar (Los Angeles Lakers 33). Foi campeão em cima da equipe americana em 1987, durante o Pan-americano de Indianapolis (isso mesmo, a equipe brasileira venceu os americanos no território deles).

Em 1988, o Portland Trail Blazzers contratou o primeiro brasileiro da NBA, Rolando Ferreira. Mas somente em 2014 foi possivel um jogador do Brasil erguer uma taça da liga americana, Tiago Splitter conquistou o título de campeão pelo San Antonio Spurs. Posteriormente Leandrinho (Golden State Warrriors 19) e Anderson Varejão (Golden State Warriors 18) conquistarama NBA respectivamente em 2015 e 2017.

Comente abaixo sobre esse post:

Copyright © História Estúdio - 2020